Opinião

 

Deixe aqui a sua!

  Nome
  E-mail

Mensagem
 

 

Fatos

25/05/2017

Diante dos últimos acontecimentos tanto no Banco quanto fora dele cheguei a seguinte conclusão:
1. Devemos dar graças a Deus pelo momento político em que estamos passando porque senão o Banco já teria sido incorporado;
2. Os engenheiros têm seus méritos na greve que efetuam. Todavia, nossa Instituição não pode ficar a mercê de um pequeno grupo de pessoas que estão pensando apenas no próprio umbigo. Se o Banco fechar ou for incorporado eles também ficarão sem emprego.
3. Deve-se premiar a competência. Concordo plenamente com isso. O dia em que o Banco parar de ser paternalista,machista e seus administradores agirem de forma lúcida, eloquente e transparente nada nos impedirá de sermos melhores.
4. Deve-se demitir os funcionários improdutivos.
5. A análise para ocupação de cargos de gerência geral deveria verificar principalmente o perfil do candidato. Se ele não é um psicopata que persegue os funcionários por suas crenças religiosas, opções sexuais ou afins;
Esta é minha humilde opinião.

Alea jacta est

25/05/2017

Será que está mesmo tudo bem, sr. presidente da AEBA ?

Do que o sr. está rindo, sr. presidente da AEBA ? Há razões, na atual conjuntura, para o senhor estar com um sorriso tão largo no rosto ? Na atual circunstância, não se consegue vislumbrar razões para tanto sorriso, pelo menos para a categoria dos engenheiros do Banco da Amazônia. Este sorriso pode ser um sinal, também, de que pelo menos até agora, seu projeto particular continua viável, apesar de não sê-lo para a categoria dos engenheiros do Banco da Amazônia. Não deve estar longe o dia em que os engenheiros lotados aqui na matriz cheguem à conclusão de que este não é o melhor caminho para resolver suas demandas e, enfim, decidam por esvaziar esse movimento grevista que já se transformou no maior "mico" da história recente do Banco da Amazônia. Cabe até a pergunta : Quem sucumbirá primeiro, o movimento grevista dos engenheiros do Banco da Amazônia ou o governo de Michel Temer ? Uma coisa é certa, ambos estão com seus dias contados, é só questão de tempo.

25/05/2017

Resposta a mensagem do PROFETA de 25.05.2017: Para que o Banco acabe com os Engenheiros é só indenizá-los, pois 99% dos mesmos não possuem 20 anos no Banco, já que foram admitidos, a partir de Novembro de 1997, porém, existe Engenheiro que possue 46 anos na Instituição, caso o Banco resolva indenizá-lo, o valor da indenização não deverá ser pequena.

Observador

25/05/2017

Ficou bom, sim. Percebe-se que foi um erro involuntário.

Abs.

MAICON LENNON

25/05/2017

22/05/2017
"qual futuro" Essa foi forte
ceremos incorporados

Não será por essa letrinha que vamos desprezar o pensamento logico do colega.
Duas outras letrinhas quebraram o Brasil e ninguem lembra. Somente os desempregados, os trabalhadores, os enfermos e pobres.

Ao observador 23/05

25/05/2017

Corrigi o texto.

Ficou bom?

O Profeta

25/05/2017

"Ou o banco acaba com os engenheiros ou os engenheiros acabarão com o banco."

A opção 1 vai vencer.

Colegas engenheiros: Voltem ao trabalho e mudem a estratégia. Percebe-se que o banco não irá recuar (e está correto em sua postura, acredito). Radicalismo só gera radicalismo. Amor, gera amor.

Voltem ao trabalho e busquem um acordo mais justo, judicialmente.

Para a Silvia

24/05/2017

Concordo com boa parte das coisas que você disse, porém, acrescentaria que o banco deveria também:

- Premiar a produtividade (a boa produtividade com qualidade é claro), e não apenas números isolados.
- Reconhecer empregado que busque solucionar os problemas ao invés de apenas reclamar ou dificultar as coisas;
- Identificasse empregados que atuassem compromissados com o resultado;
- Valorizasse a visão sistêmica.
- Demitisse empregado improdutivo (com critério, é claro, pois temos muuuuuuitos).

É isso.

Deveria estar em Hollywood escrevendo sobre ficção.

24/05/2017

Este cidadão tá se perdendo aqui, tem uma criatividade para inventar as coisas de fazer inveja a George Lucas, criador de Star Wars (Guerra nas Estrelas). A propósito, eu perguntaria a esse criativo cidadão, quem viria ou virá primeiro, o tal governo mundial da elite global-MAÇÔNICA ou Jesus Cristo ? É um páreo duro. E quanto a esse chip, se resolverem marcar o povo colocando o tal chip em um lugar mais íntimo e escondido, será que o autor desse texto de ficção aceitará resignadamente que se coloquem nele ? Rsrsrsrsrsrs...