Notícias

União gasta R$ 1,5 bi com propaganda em 2016; estatais puxam queda de 27%

Governo e ministérios cortam apenas 9% 71% dos gastos são de empresas públicas

06/07/2017

No 3º ano consecutivo de redução na verba, o governo federal gastou R$ 1,5 bilhão em propaganda. O corte em relação a 2015 foi de 27%.

O resultado deve-se principalmente às empresas estatais, que tradicionalmente respondem pelo maior volume de despesas da União com publicidade.

Em 2016, as empresas públicas reduziram em 32% seus gastos com propaganda –de R$ 1,58 bilhão em 2015 para R$ 1,07 bilhão. Como correspondem a 71% da verba, puxaram o valor total do governo federal para baixo.

gastos-estatais

A administração direta (Planalto e ministérios), também reduziu a verba publicitária, mas em proporção muito menor: 9%. Em 2015, os gastos foram de R$ 477 milhões e em 2016, R$ 432 milhões.

Enquanto nas estatais os gastos caíram em todos os meios de divulgação, o governo expandiu as verbas para jornais impressos, revistas e mídia exterior, que engloba outdoors e exibição em TVs em ônibus e metrô, por exemplo.

gastos-governo

Procurada para comentar os números, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, responsável por coordenar a publicidade do governo federal, respondeu que os gastos diminuíram em função da queda da arrecadação e da diminuição dos lucros das estatais.

Os dados são inéditos. Foram obtidos pelo Poder360 por meio da Lei de Acesso à Informação.

Essas informações sobre propaganda da União eram coletadas e organizadas pelo IAP (Instituto de Acompanhamento da Publicidade). O órgão paraestatal teve seu financiamento interrompido em março. Em atividade desde 1999 (começou a divulgar os dados em 2000), o IAP compilava todos os gastos com propaganda na esfera pública federal. A partir deste ano de 2017, não haverá mais essa estatística disponível.

Uma cifra que nunca foi divulgada de maneira consolidada é o custo com produção das peças publicitárias e também os gastos com publicação de balanços. É consenso no mercado que essas despesas aumentariam o valor total da propaganda estatal federal em cerca de 30%, pelo menos.

Eis 1 PDF com os gastos com publicidade estatal desde 2000 ano a ano dividido por setor e 1 resumo do total por ano:

gastos-publicidade

QUEDA NAS ESTATAIS

Descontados da administração indireta os órgãos administrativos, como a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), restam as estatais que concorrem no mercado. São essas empresas e suas subsidiárias que detêm as maiores contas de publicidade da administração federal.

Em 2016, a única empresa a expandir seus gastos com propaganda foi o Banco da Amazônia (Basa), justamente o dono da menor conta entre as estatais. Passou de R$ 3,5 milhões para R$ 3,7 milhões ( 6,5%).

A Caixa, que ostenta o maior gasto com publicidade da administração federal, reduziu de R$ 511 milhões em 2015 para R$ 498 milhões. Uma queda mínima, de 2,6%.

Todas as demais grandes contas sofreram reduções expressivas de 2015 para 2016. Eis 1 resumo em tópicos e a tabela completa:

(clique na imagem para ampliar ou aqui para ler em PDF)

total-estatais

 

fonte https://www.poder360.com.br/midia/uniao-gasta-r-15-bi-com-propaganda-em-2016-estatais-puxam-queda-de-27/

Comentários